01.ARQUIVOS | 02. LINKS | 03. CONTACTO

fim de mais um tempo

à noite, todos os poemas são pardos.
manuel antónio pina

« § »