01.ARQUIVOS | 02. LINKS | 03. CONTACTO

fez-se luz

“Catarina Branco pertence a uma geração que não necessita de renegar aquilo que construiu a identidade da mulher durante séculos para se afirmar. Pelo contrário. No seu trabalho, esta identificação feminina – um certo estereótipo colado aos “crafts” realizados por mulheres: as rendas e bordados, o trabalho têxtil, a doçaria conventual, a confecção de adornos litúrgicos em papel e escama de peixe – subjaz à reflexão sobre a identidade açoreana que a sua obra convoca”. >> ipsilon

10.02 – 31.03 | fez-se luz de catarina branco
museu carlos machado

« § »