01.ARQUIVOS | 02. LINKS | 03. CONTACTO

arquivo do mês: [01, 2012]

filmes vistos em janeiro

>> no cinema
haywire ~ steven soderbergh, 2011 ***
a dangerous method ~ david cronenberg, 2011 ***
JIN LÍNG SHÍ SAN CHAI ~ zhang yimou, 2011 ***
mission impossible iv ~ brad bird, 2011 ***
tinker, tailor, soldier, spy ~ tomas alfredson, 2011 ***
martha marcy may marlene ~ sean durkin, 2011***
the artist ~ michel hazanavicius, 2011 ***
moneyball ~ bennet miller, 2011 ***
extremely loud and incredible close ~ stephen daldry, 2011 **

>> em casa
tyrannosaur ~ paddy considine, 2011 *****
ran ~ akira kurosawa, 1985 ****
carnage ~ roman polanski, 2011 ****
a separation ~ asghar farhadi, 2011 ****
potiche ~ françois ozon, 2011 ****
valley of the dolls ~ mark robson, 1967 ****

o que somos?

porquanto o horizonte é uma centopeia grande, o mar é uma centopeia grande. nós uma centopeia emborcada, a arranhar o ar.

poesia, pág. 30
luiza neto jorge

fragmento 2

uma sombra enconstava a pata
ao vidro da janela
assim protegidos adormecíamos

poesia, pág. 280
luiza neto jorge

fragmento 1

bêbados loucos, sentia quando
olhava esses revolucionados
o coração, em lume brando,
arder-me. são os meus amados

poesia, pág. 278
luiza neto jorge

tyrannosaur, 2

nobody’s safe with me. – joseph

[tyrannosaur ~ paddy considine, 2011]

tyrannosaur

god ain’t my fucking daddy. my daddy was a cunt but he knew he was a cunt. god still thinks he’s god and nobody’s told him otherwise.” – joseph

[tyrannosaur ~ paddy considine, 2011]

verdade/mentira

percorro sozinho o horizonte
à procura do tempo certo.

és como um furacão que me abraça,
e só me resta esta confusão presa na alma:
deixa-me comer todas essas mentiras!
deixa-me sangrar o coração!

o tempo corre quando não há verdade.

[versão livre de right think to do ~ SBTRKT]

versão livre #38: atrás dos tempos

1. ponto morto, osso vaidoso
2. só faço bem, doismileoito
3. à luz mais frágil das auroras, fausto bordalo dias
4. chuva ácida, norberto lobo
5. descruzada, paus
6. não pratico habilidades, b fachada
7. gazela, capitão fausto
8. a pele que há em mim, márcia & jp simões
9. terrible dawn, rodrigo leão
10. time (better not stop), we trust

10 musicas, 85.7mb, 50.2 min [download zipfile / ouvir em 8tracks.com]

1559

faz cinco anos que o primeiro post tomou forma, na ilha aquando do meu regresso. entretanto parti para o meu porto e daí para o quase outro lado do mundo. regressarei é certo, e à ilha também, como todos os açorianos. por mais evasivo que seja, esta ‘possibilidade de uma ilha’ não deixa de acompanhar e reflectir pequenas brechas na solidão de um homem. desde então foram 1558 posts (1559 com este) num blog de baixa tiragem e para uma minoria de fieis seguidores.

enquanto puder, continuarei por aqui. obrigado.

sobre o destino

dorme meu anjo,
não há nada que um acordar não desfaça.
ficarei ao teu lado,
velando o nosso destino:

como mantens aberto um coração a sangrar?

[versão livre de wooly wolly wong ~ tune-yards ]

« Anteriores §