01.ARQUIVOS | 02. LINKS | 03. CONTACTO

arquivo do mês: [11, 2011]

filmes vistos em novembro

>> no cinema
restless ~ gus van sant, 2011 *****
like crazy ~ drake doremus, 2011 ***
la piel que habito ~ pedro almodovar, 2011 ***
the help ~ tate taylor, 2011 ***

>> em casa
dazzed and confused ~ richard linklater, 1993 ****
one day ~ lone scherfig, 2010 ***

tópicos para uma fantasia

. somos ilhas à deriva
. somos fusos horários
. somos horizontes quebrados
. somos vozes estáticas

ou o toque que ainda nos marca.

visions of thanksgiving

fireplace
turkey and sweet potatoes
cranberry & porto wine cream
pumpkin pie

[thanks my friends]

noite

guardas coroas de rosas negras,
mas o teu coração é feito de pastilha elástica.

[versão livre de graveyard girl ~ m83]

sobre a felicidade dos outros

are you happy?

i’m fine. yeah, things could be fucking better. and easier.
but i am absolutely fine.

[weekend ~ andrew haigh, 2011]

sobre novos começos

you know what i’s like when you first sleep with someone you don’t know?

it’s – you, like, become this blank canvas. and it gives you an opportunity to project onto this blank canvas who you want to be… and what happens is, while you’re projecting who you want to be, this gap opens up between who you want to be and who you really are. and in that gap, it show you what’s stopping you becoming who you want to be.

[weekend ~ andrew haigh, 2011]

Núcleo de Arte Sacra e Núcleo de Santa Bárbara
28 de Outubro de 2011 a 29 de Janeiro de 2012

Matança

“A tradição da matança do porco é ainda um importante meio de subsistência para uma parte da população açoriana. Originalmente, o ritual da “Matança” durava vários dias e envolvia toda uma comunidade. Hoje em dia, faz-se apenas durante o fim de semana e é essencialmente um evento familiar. O filme “Matança”, enquanto nos mostra como se mata e desmancha o animal, também nos indica que o futuro da tradição depende da sua constante adaptação ao presente: os alguidares de barro deram lugar aos de plástico e, em vez de se cantar ao desafio, ouve-se música pop na rádio. A velhota, sentada no sofá a ver televisão, garante-nos que já se pode dar uma Matança à sua neta, que ela faz tudo.”

Matança ~  Andre Laranjinha, 2011
Vencedor do melhor filme açoriano (curtas) do FFF 2011.

pockets

we need much bigger pockets, i thought as i lay in bed, counting off the seven minutes that it takes a normal person to fall asleep. we need enormous pockets, pockets big enough for our families, and our friends, and even the people who aren’t on our lists, people we’ve never met but sill want to protect. we need pockets for boroughs and for cities, a pocket that could hold the universe.

[…]

but i knew that there couldn’t be pockets that enormous. in the end, everyone loses everyone. there was no invention to get around that, an so i felt, like the turtle that everything else in the universe was on top of.

pag.74, extremely loud & incredible close
jonatham safran foer

§