01.ARQUIVOS | 02. LINKS | 03. CONTACTO

um no outro

imensamente nos deitamos um no outro
e não mais nascemos para a mão escura
que tapa o sol e afoga a lua

estamos como se tudo estivesse connosco
e connosco estivessem os nomes que primeiro se deram
flor rio azul estrela terra

pág. 43, um mover de mão
vasco gato

« § »