01.ARQUIVOS | 02. LINKS | 03. CONTACTO

a/f

as viagens de avião tornaram-se rotineiras; transformei o avião numa camioneta-com-asas em que o tempo passa devagar. detesto que se sentem ao meu lado pessoas faladoras, daquelas que começam a falar sobre a música que começa a tocar antes de levantar voo até fazer a crítica gastronomica da alta cozinha, passando inevitavelmente sobre a sua origem, vida e destino. gosto que se sente alguém carrancudo, que não me incomode enquanto leio pele enéssima vez a revista spirit da sata ou que me deixe comer o plástico sozinho. pior quando nos reconhecem não sei de onde e nunca mais se calam acerca da teoria das coincidências. tornaram-se tão rotineiras que já peço lugares específicos; assim na viagem porto-ponta delgada peço um lugar lado f para poder ver a ilha e no retorno lado a para ver o douro, as pontes e a casa da musica. ah… já não batem palmas quando se aterra.

« § »