01.ARQUIVOS | 02. LINKS | 03. CONTACTO

a felicidade é um aborrecimento

há uma ausência de felicidade. a literatura nórdica é feita de um ritmo próprio, de paisagens brancas, de alguma melancolia e de muito, muito silêncio. a felicidade é um aborrecimento! a alegria por si só não é interessante, não tem conflitos. e a literatura faz-se de conflitos.

[lars saabye christensen, sobre a literatura nórdica e a edição de meio-irmão pela cavalo de ferro. página 22 ~ ipsilon, 21 de setembro.]

« § »