01.ARQUIVOS | 02. LINKS | 03. CONTACTO

arquivo do mês: [02, 2007]

os oscares são uma convenção

é tão curioso que Martin Scorsese ganhe um oscar com o filme que tem menos dele tal como é curioso que o oscar de melhor filme seja atribuído a um remake.

Filmes vistos em Fevereiro

Frenzy ~ Alfred Hitchcook, 1971/2 *****

L’Amour en Fuite ~ Francois Truffaut, 1979 ****

elephant man ~ david lynch, 1980 *****

Happiness ~ todd solondz, 1998 *****

Delicatessen ~ Marc Caro & JeanPierre Jeunet, 1991 **

Diarios de motocicleta ~ walter salles, 2004 ***

Annie Hall ~ woody allen, 1977 *****

Cristovão

RAIZ COMOVIDA

tee.shirt #4
cristovão de aguiar. raiz comovida ~ a semente e a seiva, capitulo 1

NATALIA

NATALIA
tee.shirt #3
natália correia. a madona (1968) página 100

olá

e se eu estiver sentado à espera do comboio. e se estiveres à espera de outro comboio. se seguirmos cada um a sua viagem. não.
emprestas-me o teu coração? deixas-me ficar com o teu sorriso?

– olá. (a solidão é um crime).

[versão livre de say hello, rosie thomas & sufjan stevens, 2007]

d/p

poderá a distância ser proporcional à saudade na razão do seu desejo de proximidade?

sozinho

dan:Look, you don’t really see other kids coming up to my car, Drey, to talk to me it’s uh- I’m your teacher, not your friend. Why don’t you go play with other kids your own age? I’m just trying to be alone.
Drey: Then be alone, then, asshole.
Dan: (olls up his car window) Bitch.

[Half/Nelson ~ Ryan Fleck, 2006]

viver/morrer

para se ser açoriano é preciso aqui nascer. ou então viver a vida para saber aqui morrer.

maria graça camara

das limas

limas: ovos de cera feitos a partir de um modelo metálico. cá em casa só as fizemos uma vez, num carnaval em que a vizinha já não tinha os filhos em casa e emprestou-nos o modelo. passei a noite de segunda feira a derreter velas e lápis de cera para dar cor… na altura era o único da rua que ainda não tinha balões de plástico. se fosse hoje, provavelmente tinha.

NEMÉSIO

NEMÉSIO

tee.shirt #2
vitorino nemésio. mau tempo no canal, capítulo dez.

« Anteriores §