01.ARQUIVOS | 02. LINKS | 03. CONTACTO

arquivo do ano: 2007

última página de 2007

não

moleskine pocket weekly notebook 2007
[semana 52, dezembro]

um bom ano de 2008. 

a luz

porque precisaria de um mapa ou de uma bússola?
é tão perfeito ser guiado por ti.
– és a luz pela qual eu viajo por aqui, por ali.

[versão livres de you are the light ~ jens lekman]

parabéns my lobe.

a vida em 2007

o regresso à ilha –
ou
a parábola do filho pródigo.

música em 2007

não

não consigo fazer uma lista ordenada do melhor de 2007. ouvi música que daria para estar 8 dias consecutivos sem fazer mais nada para além de andar com o ipod ou o computador atrás de mim sempre a tocarem. assim, uma mixtape possível (onde provavelmente me esqueço de algum albúm) seria mais ou menos a seguinte:

lado a
1. panda bear, person pitch
2. mathew dear, asa bread
3. blonde redhead, 23
4. beirut, the flying club cup
5. of montreal, hissing fauna, are you the destroyer?
6. jens lekman, Night Falls Over Kortedala e Kalendervägen 113.D
7. robert wyatt, comicopera
8. caribou, andorra
9. iron & wine, shepperd dog
10. the national, boxer


lado b
1. benjamim biolay, trash yéyé
2. okkervill river, the stage names
3. alex beaupain, les chansons d’amour
4. jose gonzalez, in our nature
5. feist, the reminder
6. andrew bird, armchair apocrypha
7. arcade fire, neon bible
8. elvis perkis, ash wednesday
9. maps of africa, maps of africa
10. menomena, friend and foe

> nota de rodapé:
de acordo com o musickum, o meu gosto musical distribuiu-se assim – indie:22.27%; song-writer: 12.68%; folk: 8.85%; indie-rock: 5.79%; electronic: 4.72%; jazz: 4.54%; female vocalist: 3.69%; indie-pop: 3.34%; outros (< a 3%).

livros em 2007

nunca fui de acompanhar as edições recentes dos livros, ia lendo uma ou outra coisa nos jornais ou internet sobre os novos lançamentos, mas acabava por adiar sempre essas leituras para ler outros tantos que ia adiando anteriormente. mas este ano fica marcado (basta ver pelos excertos que vou deixando aqui) pela minha descoberta de cormac mccarthy (a estrada, este país não é para velhos) e gonçalo m. tavares (aprender a rezar na era da técnica). adivinho que vou continuá-los a descobrir em 2008, há muito que um escritor não me empolgava tanto. dois, desta vez.

filmes em 2007

não

vi 28 filmes no cinema e 113 em dvd. foi um ano fraquinho relativamente às estreias por cá; aproveitei para rever alguns filmes e ver outros que comercialmente nunca teriam estreia – o dvd é cada vez mais a melhor forma de ver bom cinema.

[dos filmes estreados em portugal em 2007]

1. INLAND EMPIRE ~ david lynch, 2006 *****
2. paranoid park ~ gus van sant, 2007 *****
3. das leben der anderen ~ florian henckel von donnersmarck, 2006 *****
4. Still Life ~ Zhang Ke Jia, 2006 *****
5. control ~ anton corbijn, 2007 ****
6. little children ~ todd field, 2006 ****
7. eastern promises ~ cronenberg, 2007 ****
8. death proof ~ tarantino, 2007 ****
9. bug ~ william friedkin, 2006 ****
10. breaking and entering ~ anthony minggella, 2007 ****

§ half/nelson vi em 2006; se visto este ano seria o número 3 desta lista.

[em espera, para serem vistos; ordem aleatória]

1. les chansons d’amour ~ christophe honoré, 2007
2. belle toujours ~ manoel de oliveira, 2007
3. syndromes and a century ~ apichatpong weerasethakul, 2006
4. i don’t want to sleep alone ~ ming-liang tsai, 2006
5. Fur: An Imaginary Portrait of Diane Arbus ~ steven shainberg, 2007
6. climates ~ Nuri Bilge Ceylan, 2006
7. Lady Chatterley ~ pascale ferran, 2006

[dos filmes de 2006 vistos, pela primeira vez, em dvd]

1. farväl falkenberg ~ jesper ganslandt, 2006 *****
2. i’m a cyborg but that’s ok ~ park chan-wook, 2006 *****
3. les amants réguliers ~ philippe garrel,2006 *****
4. dans paris ~ christophe honoré, 2006 *****
5. paprika ~ satoshi kon, 2006 *****

[estas listas reflectem um gosto particular de consumo individual do último ano, não pretendendo ter qualquer valor crítico.]

Filmes vistos em Dezembro

>> DVD e TV

Blade Runner Director’s Cut ~ Ridley Scott, 1982>1992 *****

Knocked-Up ~ Judd Apatow, 2007 ***

Querelle ~ Rainer Werner Fassbinder, 1982 ****

Breaking and Entering, Anthony Minggella, 2006 ****

About a boy ~ Chris & Paul Weitz, 2002 ****

Happy Together ~ wong kar wai, 1997 *****

>> Cinema

Paranoid Park ~ Gus Van Sant, 2007 *****
(cinema medeia cidade do porto, porto)

Eastern Promises ~ David Cronenberg, 2007 ****
(cinema medeia cidade do porto, porto)

national treasure: book of secrets ~ jon tyrteltaub, 2007 *
(castelo lopes parque atlântico, ponta delgada)

bee movie ~ steve hickner & simon j. smith, 2007 *
(cine solmar, ponta delgada)

uma ferida em si

A vida depois de Tropic of Capricorn não ficou resolvida, mas deixa-nos ver toda a sua pequenez de maneira um pouco mais grandiloquente, fazendo até com que todo o seu exagero se torne verdadeiro. São livros assim que me fazem sentir um pouco mais completo, que entram com tudo e matam toda a pasmaceira dos recorrentes textos paisagísticos da alma humana. E que me fazem crer cada vez mais, como Miller diz, na ideia jubilante de me concentrar no que sou e não no que faço, como uma ferida em si. É isso que me interessa e tudo o resto são carreiras.

[francisco valente em ‘o acossado‘]

nunca li as suas últimas três páginas; é como se o tivesse transformado numa companhia fiel, não tendo fim.

natal, 3

trocas. saldos. muito embrulho. muita confusão.
(e eu que gosto verdadeiramente do natal)

natal, 2

não há melhor oferta para receber no natal do que roupa interior.

« Anteriores §